• Cristalwolf Lobazul

Moth way


The wolf ran furiously through the icy tundra blowing white smoke from his nose. He growled and destroyed everything in his way. He did not know the origin of his anger and that made him even more angry, this agony led him to the limit of his strength where he was forced to stop.


The forest was silent around him. The pack had go way, for in its wisdom, a furious wolf should be left alone until it solved such a problem by itself. But that only made the wolf even more furious.

Exhausted, he fell into the soft snow. He felt the rage running through his veins like his warm blood. He wanted to destroy, he wanted to kill, he wanted to shatter. Would he live forever with this terrible feeling? He thought of the pack and the evil that was causing her, eventually all each wolf has its part and he was the alpha wolf. Just he, a wolf so uncontrolled.


The wolf bowed before the wisdom of the mother forest and pleaded for help.


— What should I do to control these impulses?


In the darkness of the night he saw a moth flapping its wings toward him. The brave insect landed on the forehead of the fierce animal.


— Of all the holy animals do you send me a moth? A tiny insect? How could this help with my fury? What does a moth have to do with my impulses? - The wolf growled angrily.


— My species knows everything about impulses, my dear wolf. - Said the moth, sweetly. - Our impulse is so powerful that we can guide us through the light of the stars even on the darkest nights and in the thickest forests. In the same way that this can become a problem when we see a fire or a strong light reflected on the water, the impulse leads us to death. But what differs from one thing to another? It is the focus. Focus on the right place, for the right goals. Focus brings guidance and a strong impulse is all we need to move forward in the right direction. Your fury is the fire. But if you have focus, it may be the impulse that you needed to finally evolve.


The moth flew back to the starry night as the wolf watched it go. He put his ego aside and decided to take the advice of the wise moth. In moments he felt the anger go away. In moments he heard the sound of the forest, once silent. In moments he realized that his pack was around him at all times. The wolf thought how much he failed to notice and feel all things just for being carried away.


O CAMINHO DA MARIPOSA

O lobo corria furioso pela tundra gelada soltando sopros de fumaça branca pelas ventas. Ele rosnava e destruía tudo em seu caminho. Não conhecia a origem de sua raiva e isso o deixava ainda com mais raiva, essa agonia o conduziu até o limite de suas forças onde foi obrigado a parar.

A floresta estava silenciosa ao seu redor. A matilha havia debandado, pois em sua sabedoria, um lobo furioso deveria ser deixado em paz até que por si só resolvesse tal problema. Mas isso só deixou o lobo ainda mais furioso. Exausto, tombou na neve macia. Sentia a raiva correndo nas veias tal qual seu sangue quente. Queria destruir, queria matar, queria despedaçar. Viveria para sempre com este terrível sentimento? Ele pensou na matilha e no mal que estava causando a ela, afinal cada lobo tem o seu papel e ele era o lobo alfa. Logo ele, um lobo tão descontrolado.


O lobo curvou-se perante a sabedoria da mãe floresta e suplicou por ajuda.


— O que devo fazer para controlar estes impulsos?


Na escuridão da noite viu uma mariposa bater as asas em sua direção. O corajoso inseto pousou na fronte do feroz animal.


— De todos os santos animais você me envia uma mariposa? Um ínfimo inseto? Como isso poderia ajudar com a minha fúria? O que tem a ver uma mariposa com os meus impulsos? - Rosnou o lobo enraivecido.


— Minha espécie tudo sabe sobre impulsos meu caro lobo. - Disse a mariposa docemente. - Nosso impulso é tão poderoso que podemos nos orientar através da luz das estrelas mesmo nas noites mais escuras e nas florestas mais densas. Da mesma forma que isso pode se tornar um problema quando vemos uma fogueira ou uma luz forte refletida sobre a água, o impulso nos leva a morte. Mas o que difere uma coisa da outra? É o foco. Foco no lugar certo, para os objetivos certos. O foco traz orientação e um impulso forte é tudo o que precisamos para seguir em frente na direção certa. A sua fúria é a fogueira. Mas se você tiver foco, pode ser o impulso que você precisava para finalmente evoluir. A mariposa alçou voo de volta para a noite estrelada enquanto o lobo a observava partir. Pôs o ego de lado e decidiu aceitar o conselho da sábia mariposa. Em instantes sentiu a raiva ir embora. Em instantes voltou a ouvir o som da floresta, antes silenciosa. Em instantes percebeu que sua matilha estava ao seu redor à todo momento. O lobo pensou o quanto deixou de perceber e sentir apenas por se deixar levar.

Contact:

© All content on the Cristalwolf's website is protected by copyright, which means that no text or image can be used without the express permission of the author, even quoting the source or crediting the image.